Veja São Paulo

Resenha por Arnaldo Lorençato e Helena Galante Um dos latifúndios paulistanos da pizza, a casa tem salão para 380 pessoas, que se torna pequeno aos fins de semana, quando os moradores da Mooca batem cartão por lá e fazem fila na porta. Para conseguir um lugar, aguardam pacientemente a chamada em painel eletrônico, que apita como aqueles de bancos e repartições públicas. Nos dois ambientes, bem ruidosos, faz sucesso a tradicional massa fina sobre a qual se assentam várias versões muito semelhantes e com pequenas variações indicadas por números. Das três baianas, a II (R$ 79,00) leva calabresa moída, rodelas de tomate, parmesão e catupiry. A batizada de chef IV (R$ 92,00) é uma mistura de gorgonzola, fatias de presunto picado, tomate e azeitona sob uma crosta de parmesão gratinado. Se a intenção for fazer uma boquinha rápida, um balcão ao estilo de boteco recebe os apressados para comer as mesmas pedidas em tamanho míni. Veja Mais
Resenha por Arnaldo Lorençato e Helena Galante – VEJA